Arquivo do dia: 21 de junho de 2008

do roteiro

estive conversando com um camarada em pvt sobre a estranha aversão que alguns desenhistas têm ao roteiro detalhado (ou full-script). e não são só os brasileiros. Bill Seinkiewicz usou o excesso de detalhes nas descrições de Moore pra BIG NUMBERS como desculpa pra abandonar a série.

de qualquer jeito, meus vários centavos sobre o assunto são os seguintes:
 
-o desenhista é livre pra ler e interpretar dado roteiro de modo a beneficiar as características mais marcantes de seu estilo;
 
-um roteiro não é uma camisa de força do mesmo modo que um mapa não é o território que ele representa, dig? apesar de haver, sim, indicadores de pra onde ir com o visual num full-script, o desenhista é a pessoa mais habilitada a contar a história visualmente…, gosto de pensar no indivíduo que desenha um roteiro por mim escrito como colaborador na narrativa, não robô-desenhista;
 
-uso full-script mais por força do hábito do que por necessidade. gosto de ‘desenhar’ a história verbalmente, mas é mais em meu benefício do que no do desenhista. minha memória é uma porcaria e escrever é uma boa forma de derramar a mente por aí, pro caso de se fazer necessário um back-up;
 
-quando trabalho com velhos parceiros, como Jean Okada, Léo Andrade, Marcos Roberto e que tais fico muito mais à vontade pra fazer descrições no osso do que quando não sei quem vai ser o desenhista da coisa.
 
acho que cobri todas as bases.
 
se o Bill fosse esperto teria feito como Eddie (Campbell). qualquer pessoa sã teria agido como ele, a propósito. por acaso um dos meus hobbies é colecionar roteiros de caras que considero bons. há um tempo me caiu nas mãos um livro, acho que da Spider Baby, colecionando os roteiros dos quatro ou cinco primeiros capítulos de FROM HELL.

Moore usa cerca de 4 laudas pra descrever UM painel. i shit you not.

Eddie, velho de guerra, pediu que a mulher e os desenhistas que trabalham em seu estúdio fazendo arte adicional lêssem a bagaça toda e passassem pra ele só as direções realmente importantes.

o mapa não é a porra do território!

Anúncios